Estará o Canva a Mudar o Papel dos Designers Gráficos?

Estará o Canva a Mudar o Papel dos Designers Gráficos?

O Canva está a afetar a indústria criativa? É uma ameaça aos designers? Será que vamos perder trabalho? Nos últimos anos, tem havido um aumento de ferramentas grátis, tais como o Canva, que têm criado alguma controvérsia. Há designers que sabem identificar o que foi feito no Canva mal metem os olhos na imagem/vídeo, e afirmam que saber usar o Canva não faz de ti um designer. Será?

Afinal, o que é o Canva?

O Canva é uma ferramenta gráfica, online e (tendencialmente) gratuita, que permite aos utilizadores criar designs para uso pessoal ou mesmo comercial. Em vez de perderes tempo a aprender algum software complicado de design, como o Adobe Photoshop ou Illustrator, o Canva é bastante intuitivo na sua utilização e, mesmo que não tenhas nenhum conhecimento em design, consegues criar peças com alguma qualidade. Esta ferramenta oferece uma variedade grande de templates e recursos, incluindo fotos e ilustrações, bem como a possibilidade de fazeres upload das tuas próprias imagens.

 

O Canva veio tornar o design mais acessível para todos. Mas, embora seja uma ferramenta que permite que qualquer pessoa (com bom gosto e bom senso!) possa criar um design, mesmo sem ter conhecimentos anteriores na área, isso não significa que as pessoas se tornem designers profissionais! Pode ser uma ferramenta útil para iniciantes, mas não substitui anos de experiência e conhecimento que te permitem criar coisas do zero e trabalhos equilibrados.

 

Por exemplo, o Canva não pode ser comparado ao Adobe lllustrator no que toca à criação de logos em vetor e também não substitui as capacidades do Photoshop no que toca a edição de imagens. O Canva não substitui nenhum software profissional de design, nem é suposto substituir!

Vantagens do Canva ​

O Canva poupa tempo, é uma ferramenta rápida porque usa templates que podes personalizar ao teu gosto. Em vez de teres de desenhar tudo de raiz, podes usar um dos templates que já estão feitos de forma harmoniosa e não terás de aprender algumas regras fundamentais do design para saberes como colocar os elementos e que cores funcionam melhor. Além disso, o stock de imagens do Canva é vasto (sobretudo na versão paga) e cobre vários temas, por isso torna-se fácil encontrar a melhor foto para o teu projeto.

 

 

Recentemente, o Canva adicionou a opção de projetos colaborativos. Uma característica útil para trabalhos que requerem o input de várias pessoas, incluindo clientes. O Canva tem também um sistema de agendamento que torna desnecessário usar um outro software diferente, é possível partilhar as imagens criadas diretamente nas redes sociais, incluindo Facebook, Twitter e Linkedin.

 

 

No geral, o Canva é uma boa ferramenta para quem não tem dinheiro, nem tempo para investir em programas profissionais de design.

Desvantagens

Existem, claro, algumas desvantagens em usar o Canva. Esta não é uma plataforma que possa ser usada para projetos maiores ou mais detalhados como design de logótipos, paginação ou edição de fotografia. E se quisermos fazer designs semelhantes para vários fins estes têm de ser feitos manualmente. Existem também limitações ao nível de gradientes e não é possível editar a tipografia nem criar elementos de raiz.

 

Como a plataforma é tão intuitiva que qualquer um pode usá-la, existe o risco de ficares com designs de aspeto pouco profissional. E, embora a biblioteca de imagens seja bastante extensa, pode não ter o que necessitas para determinado projeto. As exportações também são bastante limitadas: apenas tens a opção de exportar em RGB, por exemplo, o que não é aconselhável em peças para impressão, como podes ver neste artigo.

 

 

Se precisas de trabalhos únicos, o Canva pode não ser a ferramenta certa. Muitos clientes preferem um design mais personalizado. E como existem milhões de pessoas a usar a mesma ferramenta, a possibilidade de encontrarmos designs semelhantes ou iguais é enorme! Além disso, a propriedade intelectual pertence sempre ao Canva, ou seja, se criares algo nesta plataforma ela pertence ao Canva e, consequentemente, ao domínio público, por isso qualquer pessoa a poderá usar.

Ameaça para os Designers (?)​

Será então que o Canva é uma ameaça para os designers? Será que vem substituir a necessidade de recorreres a designers gráficos? Não nos parece! Se todas as ferramentas que possuímos nos tornassem profissionais na área, então podemos dizer que qualquer pessoa que trabalha com Excel é um contabilista!

 

 

O software usado não substitui o conhecimento de um profissional, é apenas o meio para concretizar uma tarefa. O Canva não deve ser uma preocupação para os designers, muitas pessoas e clientes também têm acesso ao Microsoft PowerPoint e fazem “design” nesse tipo de plataformas (sim, é verdade!), isto porque também facilita a futura edição por outras pessoas que não sabem mexer noutro tipo de softwares. Neste caso, o Canva acaba por ser uma ferramenta útil até para os designers, pelo menos parece-nos ser um bom substituto para o PowerPoint 😊 E porque não ir buscar também alguma inspiração aos designs que lá andam?

As pessoas com negócios estão sempre à procura de poupar dinheiro e tempo e claro que o trabalho de um designer profissional é dispendioso (podes aprender mais sobre este tema no nosso artigo “Quanto custa um logótipo”).

 

O Canva provou ser uma boa ferramenta para estas situações. Mesmo que não sejas um designer profissional consegues criar peças para o teu website, para as redes sociais e outros projetos. Mas nada se compara ao trabalho de um designer profissional, bem como a gama de criatividade e ferramentas que um programa da Adobe te pode oferecer.

 

O design gráfico é uma competência que demora anos a ser maturada e, por mais que o Canva dê para “desenrascar”, nunca terá a personalização e qualidade que um profissional te pode oferecer. Será que queres que a tua empresa use os mesmos gráficos que as outras usam? Ou queres algo único, diferente e adequado aos valores que o teu negócio oferece? Um designer profissional tem um conhecimento vasto dos princípios do design, incluindo  tipografias, teorias de cor, criatividade visual, psicologia do design que obteve de vários anos de aprendizagem, prática e experiência profissional. 

Se precisas de ajuda de um profissional para o teu negócio ou marca, fala connosco!

Vê mais artigos deste Autor

Sara Madureira

Designer
Ilustração de Computador com elementos associados ao Design e a mitos: Boomer

Design: 5 mitos comuns

Ao desvendar alguns mitos podemos compreender melhor esta área profissional e colaborar melhor com os designers para criar a linguagem visual que dá forma ao nosso mundo.

LER MAIS
Falar no Whatsapp
Vamos conversar? 💬
Olá! 👋
Podemos ajudar?