Jun. 02

Landing pages ainda valem a pena?

Nos dias que correm, o termo landing page (LP) tem vindo a tornar-se familiar (e imprescindível para os profissionais de Marketing) e, se ainda não sabes o que é, certamente já entraste numa LP pelo menos uma vez na vida!

Traduzindo à letra, uma landing page é uma “página de aterragem”, “página de destino” ou “página de captura”, isto é, trata-se de uma página na internet que visa converter os seus visitantes em leads (contactos) e as leads em clientes. Enquanto o website oferece conteúdo variado e relevante para o seu público, assente numa estratégia de SEO, a LP tem menos informação, é mais simples, mais direcionada para o(s) objetivo(s) e menos sujeita a distrações.

Regra geral, o visitante da LP é levado até ao preenchimento de um formulário (com alguns dos seus dados pessoais, como nome, telefone ou e-mail) em troca de algum conteúdo que acrescente valor. Esse conteúdo pode ser em formato de e-book, infográfico, planificação ou qualquer outro conteúdo bom o suficiente para valer aqueles dados pessoais. Pode, ainda, ser relativo a uma oferta ou desconto especiais.

Por norma, o visitante de uma LP chegou através de um CTA, ou seja, de um botão call to action, proveniente de um anúncio nas redes sociais ou até mesmo dentro do próprio site, que por algum motivo atrai visitantes, mas não gera oportunidades de negócio.

Recolhendo os contactos dos potenciais clientes, é possível manter um relacionamento mais próximo com ele e criar uma base de dados atualizada e com contactos que realmente estão interessados em saber mais sobre o nosso produto ou serviço.

Mas por onde começar? Investir numa landing page trará realmente retorno? Agora que descobrimos ou recordamos o que é uma LP, podemos aprofundar um pouco mais esta questão para que, no final, possamos responder à questão: atualmente, ainda vale a pena usar landing pages para captação de leads?

O aspeto conta!

Vivemos numa era altamente visual, do esteticamente bonito e apelativo e, por isso, não descuides nunca o aspeto gráfico da tua LP. Para além de erros que não podes mesmo cometer no teu design, aconselhamos que:

  1. • Recorras a cores impactantes e que estejam em harmonia com a identidade visual da tua marca;
  2. • Utiliza títulos e subtítulos atrativos;
  3. • Respeita o espaço em branco, ele é fundamental para facilitar a leitura!;
  4. • Atenção à escrita, nomeadamente à uniformização de itálicos, maiúsculas, acordo ortográfico, entre outros.

Conteúdo “obrigatório”

Cada landing page terá certamente objetivos diferentes, o que leva a que os seus elementos fundamentais possam variar. No entanto, deixamos uma lista de vários elementos que dela podem constar, retira aqueles que não fazem sentido na tua estratégia:

  1. • Nome do produto ou serviço e breve descrição
  2. • Imagens e vídeos capazes de despertar o interesse
  3. • Prova social, isto é, testemunhos de clientes ou estudos de caso resumidos (transmitem credibilidade)
  4. • Benefícios que o produto/serviço traz para os seus clientes ou que problemas resolve
  5. • Porquê que este produto/serviço é necessário?
  6. • Formulário de preenchimento de dados
  7. • Botão Call to action

A não esquecer!

  1. • RGPD: o Regulamento Geral de Proteção de Dados entrou em vigor em 2016 e, desde então, uma série de normas definem os procedimentos a adotar em caso de recolha, armazenamento, tratamento e partilha de dados. Informa-te sobre os trâmites a cumprir e deixa tudo bem claro para os visitantes da LP;
  2. • Website seguro: LP com HTTPS oferecem mais proteção. Para evitares que o teu visitante se “assuste” com o aviso “A sua conexão com este site não é segura”, opta por ferramentas de criação de LP que oferecem certificados de segurança;
  3. • Responsividade: gostávamos de já não ter de falar disto em 2022, mas a verdade é que ainda há muitos sites e LP que não se adaptam aos ecrãs menores, isto quando a maioria dos teus visitantes chegarão precisamente a partir dos telemóveis!

(algumas) Vantagens da landing page

  1. • Permite direcionar o foco do visitante para o teu objetivo: ao contrário do website, que contém muita informação, a LP permite focar num único assunto que é relevante no momento para a tua estratégia;
  2. • Permite medir resultados: como a LP tem um CTA, é possível saber quantas pessoas clicaram nesse botão, quantas realmente preencheram o formulário e, se não estão a preencher o formulário, fazer alterações. Podes, inclusivamente, fazer um teste A/B ou ter mais do que uma LP consoante o teu objetivo atual;
  3. • Diminui o custo de aquisição de clientes: permite angariar contactos de forma simples e rápida, evitando muitas reuniões, entrevistas, e-mails e apresentações por parte da equipa comercial. E tendo em conta que é possível ir monitorizando os resultados, a probabilidade de o valor investido ir gerando leads qualificadas é ainda maior;
  4. • Agiliza o processo de vendas: tal é notório sobretudo em promoções;
  5. • Melhora as técnicas de SEO: por terem mais conteúdo de qualidade, as LP estão bem posicionadas nos motores de busca, acabando por garantir melhores resultados de pesquisa;

Posto isto, voltamos à questão que colocamos no início deste artigo: ainda vale a pena utilizar landing pages? No nosso entender... (rufos ?)... sim!

Quando bem pensada e bem construída, a landing page permite não só a geração de leads, mas a geração de leads qualificadas, o que permite poupar tempo e dinheiro! No entanto, e mesmo não sendo das estratégias mais caras de implementar, é importante saber estruturá-la e cumprirmos os parâmetros acima mencionados (como as questões da responsividade e cibersegurança) para minimizarmos o risco de gerarmos clicks sem leads efetivas.

Por isso, esta é uma estratégia que usamos regularmente na BOOMER, sobretudo quando o nosso cliente pretende promover uma campanha promocional, alcançar novos públicos, organizar um evento, etc. Contudo, ela exige monitorização constante, aceitar que uma LP não substitui um website e que, além disso, resulta num período temporal específico (ou porque o evento já passou, ou porque a promoção já terminou, ou porque o tema do e-book já não é atual, ou porque a LP já está no ar há muito tempo).

Assim, se consideras que o teu negócio precisa de uma LP apelativa e bem estruturada, estamos cá para te ajudar a desenhá-la e a implementá-la. Fala connosco e evita erros desnecessários!

 

Classifique este item
(0 votos)

ARTIGOS RELACIONADOS