Fev. 24

A cor: diferença entre cor-luz e cor-pigmento

 

 

As cores estão tão presentes no nosso dia-a-dia que quase não lhe damos a devida importância. Na verdade, a cor é indissociável de várias áreas, desde ciência à arte, ou mesmo do técnico ao estético.

 

A cor que os nossos olhos interpretam está dividida em dois tipos:

 

Cor-luz e cor pigmento

 

Cor-Luz

 

A cor-luz é toda a cor formada pela emissão direta de luz, como a cor emitida por monitores, lanternas, televisão, ou seja, qualquer objeto que emita luz. RGB é o sistema pertencente ao grupo da cor-luz — onde as cores primárias são o vermelho, o verde e o azul (Red, Green e Blue). Se combinarmos as três cores temos a cor branca, tendo o total máximo de adição de luz. No caso da cor-luz, a cor preta apenas “aparece” na ausência de luz. Pode obter-se luz de qualquer cor a partir da sobreposição das três cores primárias da luz: vermelho, verde e azul.

 

 

Cor-Pigmento

 

Historicamente, as cores primárias são o azul, o vermelho e o amarelo (sistema RYB), como Leonardo da Vinci estabeleceu na sua teoria das cores. Durante séculos, os artistas utilizaram essas cores primárias para formar as várias cores presentes nos seus quadros. Sabe-se hoje que o sistema RYB é cientificamente incorreto. Atualmente, o termo CMYK – que tem como cores primárias o Ciano, Magenta e o Amarelo (Cyan, Magenta e Yellow) – é o comummente aceite para o processo de mistura dos pigmentos. O “K” do termo “CMYK” refere-se à cor preta que serve para dar contraste às cores. Ao inverso do sistema RGB, na cor pigmento (CMYK) a mistura é feita de forma subtrativa, pois quanto mais pigmentos (cor) adicionarmos, mais escura (menos reflecção de luz) será a cor.

A combinação de duas cores primárias dá origem às cores secundárias. E a mistura de uma cor primária com uma ou mais secundárias cria as cores terciárias.

 

 

Características

Todas as cores apresentam três características: matiz, saturação e brilho.

 

— Matiz é a definição de uma cor. Azul, vermelho e amarelo são matizes. Quando misturamos azul e amarelo, criamos outro matiz: verde. A mistura de matizes dá origem a outro matiz.

— Saturação tem que ver com o brilho da cor. Um matiz de intensidade alta é mais brilhante como, por exemplo, a cor amarela. Um matiz com a saturação baixa é mais “suave” como, por exemplo, as cores pastéis.

— Brilho refere-se à maior ou menor quantidade de luz presente na cor. Ao adicionarmos preto a um matiz, ela fica mais escura. Acrescentando branco a um matiz, temos cores mais claras.

 

Para um designer, a utilização correta das cores é um dos elementos fundamentais para uma boa comunicação. A diferença aqui explicada ajuda a perceber qual o formato de cor que deve ser utilizado.

 

Em toda a parte do mundo, as cores têm significados e interpretações diferentes, mas falaremos disso noutro dia, pois ainda há muito a dizer n’O raio do blog! 

Classifique este item
(1 Vote)

ARTIGOS RELACIONADOS