Jan. 06

Tendências de Marketing Digital 2022

Com o início de mais um ano, é chegada a hora de olhar atentamente para as oportunidades que o Digital nos proporciona e de que forma é que elas nos podem ajudar a satisfazer os desejos/necessidades dos nossos clientes. Até porque são eles, os consumidores, que ditam as tendências, mesmo que de forma inconsciente. É assim na moda, é assim no Marketing Digital! 

Não é novidade para ninguém que a pandemia alterou muitos hábitos de consumo, obrigando as marcas a comunicarem mais e melhor fora dos meios tradicionais. Mais do que nunca, os consumidores procuram experiências únicas, conteúdo personalizado e respostas céleres. Mas também é verdade que, mais do que nunca, é necessário competir pela atenção de cada um deles. 

Neste sentido, um dos aspetos a ter em conta em 2022 é a facilitação do processo de compra. Não é à toa que o Instagram, por exemplo, já permite fazer compras sem sair da aplicação. Aliás, segundo dados da Hootsuite e do We Are Social, as pessoas estão, de facto, dispostas a comprar nas redes sociais e, além disso, as novas gerações já as utilizam mais (53,2%) do que os motores de busca (51,3%) quando procuram informações sobre as marcas. 

Estamos, portanto, perante a ascensão do Social E-commerce, isto é, uma versão do e-commerce que envolve a utilização de redes sociais, onde existe interação e onde os utilizadores se ajudam uns aos outros através de comentários, classificação de produtos e serviços, fotografias, etc. Neste sentido, outra das tendências para este ano – e que já aqui falamos – é a aposta nos influencers, isto é, nos criadores de conteúdo nas redes sociais, que são vistos como influentes em determinada área e que levam os seguidores dos seus perfis a adquirirem determinado produto ou serviço por sua recomendação. Estes influenciadores – cuja linguagem e forma de comunicar deve combinar com a filosofia da marca – podem estar no Instagram ou noutras plataformas, como é o caso do TikTok, que veio para ficar! 

Em 2021, o TikTok ultrapassou o Google enquanto site mais popular do mundo, segundo a Cloudflare. Este crescimento a que temos assistido ano após ano só vem comprovar o sucesso desta plataforma lançada há pouco mais de cinco anos e a necessidade de adaptação por parte de outras plataformas similares se querem competir com o novo gigante. O TikTok surge, assim, como uma importante ferramenta para marcas que procuram diversificar o seu conteúdo, nomeadamente quando se dirigem para a geração Z. O TikTok, aliás, já não é só sinónimo de entretenimento. Ele ajuda as marcas a ganharem exposição e a conectarem-se com o seu público, além de o seu conteúdo acabar por ser difundido noutras plataformas... quando bem feito e viral!

Mas 2022 traz desafios ainda maiores, talvez por representarem realidades sobre as quais o comum dos mortais pouco sabe. Falamos do desenvolvimento AR/VR, isto é, o desenvolvimento da Realidade Aumentada (AR) e da Realidade Virtual (VR). Segundo as estimativas da Statista, o mercado de venda de óculos AR vai totalizar 17,72 milhões de dólares em 2025 (mais de 15 milhões de euros), pelo que esta tecnologia pode ajudar a gerar vendas, quer no setor B2B, quer no B2C. É o que se prevê no setor da moda (através da criação de provadores virtuais para que os consumidores “experimentem” peças de roupa de forma rápida) ou no setor das tintas (simulação de novas cores numa parede). 

E já que falamos na tecnologia como aliada, também a inteligência artificial continua a ganhar terreno. Os chatbots de conversação permitem criar uma relação sólida entre a marca e o seu público através de um atendimento rápido, 24 horas por dia. As estimativas indicam que este mercado representará 400 milhões de dólares (quase 359 milhões de euros) já em 2027!

Os métodos de pesquisa também estão em mudança. Segundo a Deloitte, os smart speakers são a tecnologia de consumo com maior velocidade de adesão por parte do consumidor desde o surgimento dos smartphones. Para além dos sistemas de som inteligentes, dos dispositivos para a casa e o automóvel, muitos telemóveis também já possuem os seus assistentes de voz, capazes de responder de forma rápida e (cada vez mais) competente às necessidades de cada um. A pesquisa por voz é, portanto, uma tecnologia a considerar, mas não é a única! Também a pesquisa visual conquista cada vez mais fãs através de ferramentas como o Google Lens ou o Bing Visual Search, que permitem copiar texto e obter informações sobre elementos da natureza, monumentos, bens de consumo, entre outros. 

Além das tecnologias de que dispomos atualmente, prepara-te também para aquelas de que vamos deixar de dispor! O fim dos cookies acontece já em 2023 (no Google Chrome, Apple e outros navegadores), pelo que 2022 deve ser o ano de adaptação e de procura por alternativas. Mantém-te atento(a) e lembra-te do que já aqui dissemos sobre a importância de apostares em multicanais para que não dependas de uma só plataforma, de um só método de recolha de informação ou de um só meio de comunicação com o teu público. 

Em suma, para que a tua marca se mantenha forte em 2022, há que aproveitar todas as janelas de oportunidade, tomar decisões conscientes, produzir conteúdo relevante e comunicar de forma autêntica e informativa (até porque um dos temas do momento, a par da diversidade, da inclusão e da responsabilidade ambiental, é o combate às fake news).

Lembra-te que esta é uma área em constante mudança e, para que nada escape à tua marca, é importante trabalhar com os profissionais certos. Se procuras uma equipa criativa e sempre em cima do acontecimento, então a BOOMER é a primeira escolha consciente que deves fazer em 2022!

Este artigo foi útil? Partilha ou deixa o teu comentário!

 

Classifique este item
(0 votos)

ARTIGOS RELACIONADOS