Jun. 30

Redes Sociais: 5 Mitos que as empresas devem ignorar

 

Se as pessoas passam 1/7 do seu tempo nas redes sociais, a presença nestes canais torna-se quase “obrigatória” para qualquer marca!
Seja um negócio local ou uma grande empresa, é importante estar próximo do seu público-alvo, dos seus clientes e dos seus seguidores e, por isso, as redes sociais são excelentes ferramentas para aumentar a visibilidade do negócio, aportar valor à marca e gerir a sua reputação online. 
 
Muito se tem dito e escrito sobre a presença nas redes sociais, por isso, neste artigo reunimos 5 “ideias" que importa desmistificar se pretende ter sucesso nestes canais:
 
 

MITO#1. A minha empresa não precisa de estar nas redes sociais

Seja um negócio B2C ou B2B, a presença em redes sociais estratégicas é crítica, afinal, a sua empresa deve estar onde estão os seus clientes... e os clientes estão nas redes sociais! A  presença nas redes sociais deve ser parte integrante da estratégia de marketing da empresa, sendo, por isso, fundamental que a comunicação nas redes sociais seja coerente com todas as ações externas.

 

MITO#2. Estar nas redes sociais é gratuito

As principais redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn e, recentemente, TikTok) permitem criar, gratuitamente, uma página de empresa e, assim, criar uma comunidade de seguidores (fãs) que acompanhem a página, partilhando com eles conteúdos relevantes e que gerem engagement. Todavia, no caso do Facebook, por exemplo, há já alguns anos que o algoritmo mudou e “empurrou” estas páginas para 2º plano, dando destaque aos perfis, de forma a obrigar as empresas a investirem em anúncios para aumentarem o seu alcance tanto para os seus seguidores como para potenciais audiências. Desta forma, não basta fazer posts orgânicos nas redes sociais, é fundamental ter um orçamento para anúncios pagos para se obter resultados!

 

MITO#3. Qualquer pessoa gere uma página nas redes sociais

É verdade que qualquer pessoa que escreva bem pode fazer posts para as redes sociais. Mas fá-los-á bem? A gestão das redes sociais exige, não só uma boa capacidade de escrita, como também competência estratégica. Análise de mercado e da concorrência, definição da estratégia de conteúdos, integrada com a estratégia de marketing, planeamento de publicações e respetiva análise dos resultados (estatísticas) com insights, por exemplo, são factores críticos para o negócio.

 

MITO#4. Tenho que investir muito dinheiro em anúncios pagos para ter uma página de sucesso

O custo de anunciar nas redes sociais é, por norma, inferior ao de anunciar nos canais “tradicionais”, com a vantagem de poder segmentar o anúncio para o seu Target! Com uma boa estratégia de conteúdos, com posts interessantes, relevantes e criativos, que humanizem a marca, aliada a uma boa estratégia publicitária, é possível alcançar resultados muito bons, sem um investimento “milionário". O “truque” é fazer investimento consistente, não investir (só) em anúncios em épocas festivas (em que a sua marca vai estar a concorrer com milhares de outras marcas anunciantes) para que o engagement da página se mantenha estável.

 

MITO#5. As redes sociais expõem a minha marca e podem prejudicar a sua reputação

Last but not the least… O mito dos mitos! Num mundo digital, as marcas estão expostas, ponto. O facto de não terem uma página nas redes sociais, não as “protege” das críticas, pelo contrário. A presença nas redes sociais, permite-lhes gerir a sua reputação online, responder a comentários negativos, “ouvir” o que os seguidores têm para dizer sobre a marca e retirar insights desses feedbacks para o negócio (do online para o offline, por exemplo). Uma boa gestão de um comentário negativo pode tornar-se numa excelente “arma” para gerir e proteger a reputação online, muitas vezes até tornando os seguidores em embaixadores da marca!

 

Se precisa de ajuda na gestão das redes sociais da sua marca, fale connosco!

 

Classifique este item
(0 votos)

ARTIGOS RELACIONADOS