Dez. 05

TENDÊNCIAS DE MARKETING DIGITAL 2020

O Marketing Digital é um mundo em constante mutação, com novas técnicas, algoritmos e atualizações sempre a surgirem, por isso, é fundamental que os profissionais da área e as empresas se mantenham atentas às tendências para poderem permanecer relevantes e diferenciarem-se.

Posto isto, com 2020 a chegar, é altura para fazer uma reflexão sobre as principais tendências de Marketing Digital que vão marcar o ano e o futuro próximo. Todas elas são já uma realidade em crescimento que se afirmarão com a massificação da sua utilização.

Não fiques de fora! Conhece abaixo as 5 tendências que reunimos e partilhamos contigo:

 

1. Micro-momentos

Micro-momentos é um termo cunhado pela Google com o objetivo de descrever o novo comportamento dos consumidores nos dias de hoje: os impulsos comandam as decisões, à distância de um dedo num telemóvel.

As pessoas agora fazem decisões instantâneas sobre onde comer, o que comprar ou para onde viajar, por exemplo. Procuram a informação toda de uma vez e querem tudo para o imediato e caso as marcas não as impactem naquele preciso momento, perdem a oportunidade de conversão.

 

Por exemplo, a funcionalidade do Instagram de permitir identificar um produto diretamente numa publicação, remetendo para a compra do mesmo, é uma oportunidade para as marcas disponibilizarem toda a informação de uma só vez, permitindo completar o ciclo em poucos cliques. Imaginando uma loja de roupa, uma potencial consumidora é impactada com um vestido, vê as informações sobre o mesmo, preço e tamanhos p.e., e pode tomar a decisão de comprar, tudo em segundos.

Os profissionais do marketing precisam de avaliar a tradicional jornada do consumidor (atenção, consideração e decisão) e considerar que agora as pessoas pensam, veem e falam sobre algo e logo a seguir querem conhecer, ver e comprar tal coisa. É fundamental as marcas perceberem quais são estes micro-momentos do seu público alvo.

As expectativas são altas e a paciência cada vez menor.

 

2. Vídeo

 

• vídeos nas redes sociais geram 1200% mais partilhas do que imagens e textos juntos;
• as pessoas retém 95% da mensagem em vídeo comparada a apenas 10% ao lerem textos;
• vídeos em emails aumentam entre 200 e 300% a taxa de cliques;


O vídeo hoje já é tendência e, sem dúvida, continuará a ser nos próximos anos, crescendo cada vez mais e desdobrando-se nas mais diversas formas e meios.

Independentemente do setor ou dimensão da empresa, o vídeo permite uma empatia e conexão com o público-alvo muito maior do que qualquer outro formato, tendo atualmente uma performance ímpar seja em que rede social for.

A facilidade de captação e edição de vídeo nos dias de hoje e a versatilidade na sua aplicação, vai permitir às marcas desenvolverem cada vez mais inúmeros conteúdos para potencializar as suas estratégias.

Um exemplo é a popularização da realização de livestreams no Facebook por parte de prontos a vestir, permitindo a apresentação de peças de roupa e interação com o público ao vivo. Estas livestreams popularizaram-se nos mercados asiáticos, tendo só recentemente começado a ser adotadas no mercado europeu e, mais especificamente, em Portugal.

Livestreams, stories, vídeos 360, animações ou realidade aumentada (pelo TikTok, por exemplo)... são inúmeras as opções em que a criatividade é o único limite. Se ainda não tens uma estratégia de vídeo definida, está na altura certa para o fazer!

 

3. Automações



A automação tem sido recentemente popularizada e, em 2020, continuará a ser progressivamente uma aposta para as mais diversas situações e usos.

Os softwares de automação permitem às marcas estarem em contacto permanente com os seus consumidores, algo essencial hoje em dia onde as pessoas passam cada vez mais tempo online e o seu tempo de atenção e espera é, pelo contrário, menor.
Igualmente importante, permitirem automatizar processos que podem ser extremamente valiosos para potencializar estratégias e melhorar as métricas de negócios.

Email Marketing, Chats ou plataformas de CRM são alguns dos meios mais conhecidos e usados que permitem veicular automatizações como oferecer suporte a clientes, recuperar carrinhos de compras abandonados — no caso das lojas e-commerce —, entregar conteúdos ou notificar da existência de campanhas, entre muitas outras ações possíveis.

A massificação da existência destes softwares e o aparecimento de alternativas a reduzido custo irão permitir cada vez mais às empresas adotarem estas soluções para potencializar os seus negócios. Em 2020 e nos próximos anos, será definitivamente uma tendência em crescimento.

 

4. APPs de Mensagens

 

No seguimento das tendências anteriores, as apps de mensagens como o Facebook Messenger ou o Whatsapp merecem uma referência isolada pelo crescimento que têm tido como forma de as marcas comunicarem com os seus clientes. De facto, segundo o Facebook, atualmente já são trocadas mensalmente mais de 10 mil milhões de mensagens entre pessoas e empresas através do Messenger. E a tendência é aumentar significativamente este número.

Estas APPs permitem às marcas acompanhar o novo comportamento do consumidor, conforme anteriormente referido, disponibilizando um contacto personalizado e direto, seja instantâneo, através de bots, ou num curto espaço de tempo, de preferência com respostas até 1 hora, como tivemos oportunidade de abordar no artigo "Tendências Marketing 2020". 

São inúmeras as formas como as marcas podem usar APPs de mensagens para potencializar os seus negócios: estabelecer contacto e construir relações, oferecer suporte, fornecer conteúdo sobre os seus produtos/serviços, recuperar clientes perdidos, e muitas outras hipóteses.

 

5. Pesquisa por voz

 

De acordo com a ComScore (prestigiada empresa de análise de dados), em 2020, 50% de todas as pesquisas serão feitas por voz.

Esta previsão é suportada por diversos dados já observáveis nos dias de hoje, como o crescimento exponencial da venda de aparelhos inteligentes, como o Google Home ou o Amazon Echo, e a popularização de assistentes virtuais como a Siri ou a Alexa.

Na prática, para os profissionais de marketing digital isto significa que a otimização para este tipo de pesquisa é cada vez mais importante. É fundamental compreender se os conteúdos produzidos fazem sentido para pesquisas por voz e, se sim, se estão adaptados a esta funcionalidade.

Segundo a Campaign, revista de negócios inglesa, as pesquisas por voz são normalmente mais extensas e incorporam mais pronomes interrogativos que a pesquisa por texto. Isto significa que poderá ser produtivo fazer um trabalho de otimização para long-tail keywords.
Melhorar a velocidade da página — para otimizar a recolha de informação — otimizar os conteúdos para os Featured Snippets do Google ou certificar-se que o website está adaptado a mobile são outras ações necessárias para responder a esta realidade em crescimento.

 -

Existe alguma tendência que não foi aqui mencionada e que achas relevante? Partilha connosco na nossa página de Facebook 

Classifique este item
(0 votos)

ARTIGOS RELACIONADOS