Nov. 21

TENDÊNCIAS DO DESIGN GRÁFICO 2020

tendencias design grafico 2020

2020 está mesmo a chegar (ouch!) e é tempo de refletir sobre o que o próximo ano nos vai trazer no universo do Design Gráfico. Se no ano passado se previam cores arrojadas e fortes e inspirações futuristas, este ano o caminho parece traçar-se com uma inspiração mais orgânica e natural.

Prontos para as tendências PRIMAVERA - VERÃO - OUTONO - INVERNO de 2020?


 

1. 3D, PROFUNDIDADE E REALISMO

O 3D veio mesmo para ficar! Depois de anos nos tops de tendências, o Flat Design dá um passo atrás para abrir caminho para as três dimensões.

Não é uma tendência nova (já todos tivemos oportunidade de estranhar, entranhar e fartar dos separadores do AXN) mas continua a ganhar terreno. E não é à toa: com o desenvolvimento tecnológico (tanto ao nível do hardware como do software), as possibilidades são infinitas, seja para uma representação cada vez mais fiel do mundo real, seja para tornar vivos os mais criativos e surrealistas pensamentos.

A tipografia também tem sido “contagiada” por esta tendência, sendo integrada em composições 3D ou formando o único elemento tridimensional em justaposição com elementos flat.

Com tecnologias como o VR a conquistar cada vez mais adeptos (e, principalmente, grandes empresas e marcas) é provável que as aplicações do 3D evoluam e nos surpreendam ainda mais nos próximos anos.

   

 
2. LINHA, LINHA, LINHA

Já dizia o Maradona e dizem designers de todo o mundo!

A ilustração em linha vem trazer uma lufada de ar fresco e de simplicidade ao design gráfico.

A linha deixa de ser apenas um dos componentes do desenho, ganhando um papel principal, muitas vezes com direito a vida através da animação!

    by UNIVERSAL FAVOURITE para TIDE 

 

3. ILUSTRAÇÃO ISOMÉTRICA

O potencial da ilustração em perspetiva isométrica fascina profissionais do design pela capacidade de representar objetos tridimensionais em planos bidimensionais de uma forma criativa e apelativa.

Simples ou com texturas e cores, com ou sem animação, a ilustração isométrica permite uma imersão e um storytelling visual ao criar pequenos universos de informação em “paisagens“ miniatura e cujo resultado pode ser muito simples e leve visualmente.

 

4. MONOTONE / DUOTONE

O uso de uma cor com vários tons (monotone) ou duas cores (duotone) em degradés ou efeitos como o halftone é uma excelente estratégia para conseguir um efeito chamativo mas coeso a um projeto, principalmente a um projeto digital onde possam conviver muitos elementos que clamam por atenção como um website ou uma app. E não há um melhor exemplo do que o Spotify: esta empresa ajudou a trazer esta tendência para a ribalta e, aparentemente, conquistou muitos seguidores.

 

5. CORES NEUTRAS / INSPIRAÇÃO VINTAGE

O uso de cores vivas e contrastantes dominou o cenário do design gráfico este ano mas a previsão é que 2020 traga cores mais naturais e subtis, tanto na ilustração para suportes digitais como para físicos como packaging ou editorial.

Esta tendência pode observar-se também na procura de imagens de stock mais honestas e reais, com moods de cor mais sombrios ou com inspiração dos anos 50.

 

 

6. FORMAS ORGÂNICAS / LÍQUIDAS

Ao contrário de formas geométricas rígidas e definidas, as formas mais orgânicas permitem transmitir a uma peça gráfica um tom mais informal, divertido e genuíno. 

 

7. COLAGEM IMAGEM REAL + ILUSTRAÇÃO

Fotografia e ilustração: não tem que ser um ou o outro, na verdade, são um casamento perfeito!

A junção de imagem real com desenho é uma técnica cada vez mais usada e pode dar até à imagem de stock mais cliché um toque pessoal e único. A combinação do objeto real, reconhecível e genuíno com uma ilustração original ou um simples doodle permite um resultado final aperitivo e criativo!
 

 

8. MARCAS MUTÁVEIS

A evolução pede e os designers respondem: com a variedade de suportes onde as marcas têm que comunicar, os logótipos são cada vez mais vistos como entidades mutáveis.

Se o logótipo representa a marca, é importante perceber que, tal como as marcas, os logotipos devem ser orgânicos, com a possibilidade de se adaptar e transformar para comunicar de forma mais adequada sem nunca perder o seu mais importante objetivo: o reconhecimento.

É muito percetível que esta necessidade de mutabilidade (que já era uma tendência no ano anterior) é reconhecida pelos designers e clientes, por exemplo em casos de branding territorial.

 

9.  ANIMAÇÃO

Mais uma tendência herdada de 2019 e que, ao contrário das culottes, será uma moda para ficar! Mais uma vez graças ao desenvolvimento tecnológico, tudo se quer animado e com vida! Seja em 2D ou 3D, a tendência é, cada vez mais, apostar na animação de iconografia e ilustração para os vários suportes digitais. 

 

 

  by BOOMER para MOBIAG 

 

 

  

 

EM JEITO DE CONCLUSÃO…

 
As tendências, técnicas e dinâmicas do design gráfico estão em constante evolução e mudança. Muitas das mencionadas já eram tendências em 2019 enquanto que outras, por outro lado, desaparecerão ou perderão relevância. Mais importante do que qualquer tendência é, na verdade, a capacidade de adaptabilidade e de atribuir um cunho pessoal de cada designer enquanto vamos ao encontro às expectativas do cliente. 

 

 

Fontes: venngage.com, ocialmediatoday.com, graphicmama.com, financesonline.com, dmsdesign.com.br

 

Classifique este item
(0 votos)

ARTIGOS RELACIONADOS