Nov. 07

JOOMLA OU WORDPRESS - QUAL A MELHOR PLATAFORMA PARA DESENVOLVERES O TEU PRÓXIMO SITE?

como-escolher-influencer

 

Atualmente, o Wordpress é o CMS mais popular e mais usado. Mas é o melhor?

Hoje vamos compará-lo com o Joomla, o segundo mais utilizado e, mais do que te dizermos qual é o melhor, vamos analisar os aspetos em que cada um se destaca.

 

O QUE DIZEM OS NÚMEROS?

 

 

Tanto o WordPress como o Joomla são sistemas de gestão de conteúdo, (vulgarmente chamados de CMS - Content Management System), de código aberto que existem há mais de 10 anos.

Originalmente lançado como uma plataforma de blogs em 2003, o WordPress tornou-se um sistema de gestão de conteúdo multiuso que fornece mais de 34% de todos os sites da Internet. Em termos de quota de mercado dos CMS, o WordPress detém uma participação de mercado ainda mais dominante de 59%

 

 

Lançado em 2005, o Joomla é quase tão antigo quanto o WordPress. É o segundo CMS mais popular, com cerca de 3% de todos os sites na Internet e com 7% do mercado de sistemas de gestão de conteúdo.

Ainda que o Joomla mantenha uma quota de mercado relativamente consistente, a sua participação no mercado subiu ligeiramente desde 2016.

 

Wordpress market Share

 

 

ENTÃO, EM QUE DIFEREM O WORDPRESS E O JOOMLA?

 

Ao nível da utilização e gestão do ponto de vista do utilizador, o WordPress é geralmente considerado o sistema de gestão mais simples de usar, especialmente para não quem não domina linguagens de programação. 

O WordPress é também mais adequado para blogs, dado para o qual contribui o facto de incluir uma clara distinção entre artigos de blog e páginas estáticas, já que, em contrapartida, o Joomla inclui apenas um único tipo de artigo que podemos organizar com categorias.

Esta "limitação" do Joomla pode ser facilmente ultrapassada (e muito potenciada, inclusive) pela utilização de uma extensão bastante poderosa orientada para conteúdos chamada K2.

E por falar em extensões, o WordPress tem, de longe, o maior ecossistema de plugins e temas, algo que facilita o incremento de funcionalidades do site com uma variedade de recursos diferentes. 

Devido ao facto de o WordPress ser tão popular, existe também uma grande comunidade de suporte, sendo relativamente fácil encontrares ajuda por meio de blogs e fóruns de discussão. Esta enorme comunidade significa também um baixo custo no desenvolvimento do site.

Relativamente ao Joomla, este tem uma gestão de utilizadores mais avançada, oferecendo um sistema mais completo para controlo de acesso e gestão.

É muito flexível para diferentes tipos de conteúdo através de componentes e módulos para a exibição de tipos de conteúdo que requerem uma visualização mais específica e possui um suporte multi-idioma nativo integrado no núcleo da plataforma, enquanto o WordPress exige a utilização de um plug-in externo.

Permite ainda usar Templates (modelos gráficos) diferentes para diferentes secções do conteúdo e do site, enquanto no caso do WordPress, apenas podemos usar um tema.

 

SÃO FÁCEIS DE UTILIZAR?

 

Ainda que o Joomla seja bastante user-friendly, o WordPress continua a ser o suprassumo da simplicidade e da facilidade de utilização.

Se o teu objetivo é apenas criar um site convencional com conteúdo estático e / ou um blog, com o WordPress é possível começares a desenvolver rapidamente algo com um bom resultado final em apenas algumas horas.

A maioria dos servidores inclui instaladores automáticos do WordPress ou até vêm com a plataforma pré-instalada.

A partir daí, a interface é suficientemente intuitiva para que o mais comum dos mortais possa começar a criar conteúdo imediatamente.

Nas versões mais recentes, existem adições como o WordPress Customizer que facilitam bastante alterações relativamente seguras do layout e são livres de código, o que é especialmente útil para os utilizadores iniciantes.

 

 

 

Relativamente ao Joomla, tal como o WordPress, a maioria dos servidores também inclui um instalador automático que facilita a sua instalação.

A partir daí, precisas de dedicar um pouco mais de tempo e esforço ao teu site, ainda que seja justo dizer que, à semelhança do WordPress Customizer, aqui também temos ferramentas como o Page Builder que facilitam tremendamente o processo de criação. 

Como dissemos, o Joomla usa uma combinação de artigos e categorias. Portanto, antes de começares a criar conteúdos, precisas de criar categorias para o tipo de conteúdo que queres criar. Pode ser algo moroso mas tem a vantagem de organizar melhor a informação.

Não é nada do outro mundo, mas é um processo um pouco mais complexo que o WordPress, especialmente para utilizadores mais convencionais.

O editor de artigos do Joomla TinyMCE é praticamente idêntico ao WordPress, portanto, não vais sentir grandes dores de cabeça aqui.

Outra desvantagem prende-se com o facto de, na eventualidade de não estares familiarizado com a interface do Joomla, existe a possibilidade de te perderes pelo grande número de opções disponíveis nos mais variados ecrãs de administração.

Dito isto, o Joomla possui ferramentas de edição bastante fáceis de usar, como extensões do criador de páginas, que tornam as coisas um pouco menos orientadas ao developer e que se aproximam mais do utilizador comum. A contrapartida é que algumas destas ferramentas são pagas, algo que se pode traduzir num custo extra.

 

 

 

COMO ESTAMOS DE EXTENSÕES?

 

Como já tivemos a oportunidade de ver, ambos oferecem vários tipos de funcionalidade complementares às quais podemos recorrer para expandir o nível de ação do nosso site.

Mais uma vez, aqui temos mais algumas diferenças. Enquanto que o WordPress chama a esses complementos Plugins, o Joomla usa Extensões, e no que diz respeito ao aspeto gráfico, se no WordPress recorremos a Temas, no Joomla temos os Templates ou Modelos.

Também aqui existe alguma vantagem para o WordPress dado que o seu mercado de extensões é bastante superior em termos absolutos, ainda que ambas as plataformas tenham muita variedade.

 

ISSO É TUDO MUITO BONITO, MAS SÃO SEGUROS?

 

Aqui a resposta é simples: sim, são seguros, mas existe um “mas”.

O núcleo principal das plataformas, quer seja o Joomla ou o WordPress, é bastante seguro. Ambos possuem plugins ou extensões externas de terceiros para adicionar segurança adicional e estão em constante atualização num processo que é simples e automático. O “mas” tem a haver precisamente com as extensões que se instalam e que podem conter código não seguro e/ou serem fraudulentas. Recomenda-se a instalação de extensões que tenham sido verificadas, avaliadas e validadas pelas comunidades das duas plataformas.

Em termos comparativos, os dados mostram que existe um maior número de sites WordPress infetados comparativamente ao Joomla, fruto da sua maior presença no mercado. Ainda assim, existem alguns dados curiosos no último relatório da sucuri.net.

A telemetria relativa a 2017, por exemplo, indica uma mudança nos ataques por CMS:

As infeções por WordPress aumentaram de 74% no terceiro trimestre de 2016 para 83% em 2017 , sendo que as taxas de infeção pelo Joomla caíram de 17% no terceiro trimestre de 2016 para 13,1% em 2017.

 

 

 

ENTÃO, O WORDPRESS É MELHOR?

 

Não, ambos são diferentes com as suas vantagens e desvantagens.

A maior presença do WordPress não se deve ao facto de ser melhor, mas por ser mais simples e acessível à maioria dos utilizadores, sendo que o Joomla é mais complexo e também poderoso, sendo por isso mais orientado para developers e para utilizadores mais experientes.

A escolha entre um e outro resume-se ao tipo de utilizador e ao tipo de site que pretendemos criar.

Ainda tens dúvidas? Contacta-nos e ajudamos-te a escolher a melhor plataforma de acordo com as tuas necessidades.

 

 

 

Classifique este item
(1 Vote)

ARTIGOS RELACIONADOS