Out. 29

DIGITAL DESIGN: QUEM, O QUÊ, QUANDO E COMO?

digital design

Quem nunca foi repreendido por passar a vida “com a cabeça no ar”? A verdade é que, hoje em dia, passamos o dia de cabeça para baixo, com os olhos no ecrã! O mundo digital tomou conta da nossa vida em todas as vertentes: seja no trabalho ou para lazer, para nos informarmos ou apenas para passar o tempo. Esta expansão trouxe à luz a importância de definir uma nova disciplina de design, mais focada para as especificidades dos suportes digitais: o Digital Design.

 

DIGITAL DESIGN: o que é (explicado de maneira resumida e potencialmente redutora)?

Digital Design é, muito resumidamente, qualquer tipo de projeto de design que surja num formato digital (um website, uma app) e não no formato físico (como uma brochura ou um livro). Aliás, fraseando mais corretamente, é qualquer projeto desenhado para o formato digital! Sim, porque desenhar para um ecrã apresenta características próprias e necessita de skills específicas e é aqui que entra a mais importante “peça” nesta equação: o utilizador.

 

ANALYTICS : a insustentável leveza do feedback

Ao contrário do formato físico, o mundo digital apresenta uma vantagem valiosa para quem produz conteúdos (gráficos ou outros): a possibilidade de medir, de “vigiar” o utilizador e de analisar a sua reação e interação.

A possibilidade de obter feedback realista e em tempo real aumenta no designer a responsabilidade de considerar (ainda mais) o seu utilizador, de melhorar constantemente, de testar; por outro lado, permite perceber exatamente que pontos podem ser melhorados / corrigidos.

 

INTERATIVIDADE : agora é que a coisa se complica

Outro dos fatores que distingue o design digital é a interatividade.

Claro que nem todos os suportes digitais têm este requisito (uma infografia informativa, por exemplo, pode ser praticamente um elemento estático, como um poster). Há também elementos impressos em que a interatividade desempenha um papel fundamental – como um livro pop-up, por exemplo. Mas, falando genericamente, desenhar para o universo digital é considerar que alguém irá ativamente interagir com aquele projeto, o que aumenta a complexidade e o número de pontos a considerar.

Para além de ser visualmente atrativo, um produto digital tem que ser facilmente utilizado, navegado, clicado, ou seja, temos que ter em conta a experiência do utilizador.

 

ux design

USER EXPERIENCE (UX) DESIGNER: É um psicólogo? É um vidente? Não! É um UX designer!

Os UX designers focam-se principalmente na usabilidade: é sua função projetar o caminho do utilizador numa determinada aplicação ou website, considerando os passos a tomar, os possíveis erros ou dúvidas que podem surgir para, no geral, tornar a experiência de utilização o mais simples e gratificante possível.

Os UX designers são fundamentais em todas as fases de um projeto digital.

No arranque, ajudam a definir o comportamento do utilizador, a identificar problemas e soluções e elaboram cenários, fluxos de tarefas e wireframes que serão a base da construção do produto. Durante o desenvolvimento, colaboram com a restante equipa para pesquisar e testar diferentes abordagens de funcionalidades / design para melhor corresponder às expectativas do utilizador. Por fim, após a conclusão do projeto, ajudam na recolha e análise de comportamentos e interações para identificar possibilidades de melhoria (este processo não é, claro, totalmente linear).

 

ui design 

USER INTERFACE (UI) DESIGNER: a beleza exterior também conta

O UI designer planeia e desenha a componente visual do produto, incluindo os elementos de interatividade (como botões, sliders, iconografia, etc), layouts, cores, tipografia, etc.

Para além da criação da aparência gráfica do produto, é da responsabilidade do UI designer colaborar diretamente com o UX designer para colocar em prática as conclusões e caminhos definidos por ele. É também importante trabalhar em conjunto com os developers na fase de implementação do design.

Na fase pós-implementação, o UI designer acompanha igualmente a fase de testes e análise para identificar possíveis erros ou melhorias a ser implementadas.

 

 

Estes são apenas alguns dos mais importantes agentes ou tarefas que compõem a criação de um projeto digital. Podíamos nomear muitos mais e explicar com mais detalhe, mas a nossa experiência e análise de comportamentos diz-nos que o utilizador neste momento já deve estar enfadado e pronto a fazer um scroll down!

 

 

 

 

 

Classifique este item
(0 votos)

ARTIGOS RELACIONADOS